Li hoje no sítio da Internet Segs – Portal Nacional um artigo bastante esclarecedor intitulado Doenças de Pele – Inimigo Nada Oculto. O texto, após efectuar uma pequena abordagem em relação ao forte impacto psicológico que a psoríase provoca a quem padece da doença, aflora uma forma de tratamento da mesma, tendo por base as radiações electromagnéticas de um laser: o XTRAC. Produzido pela empresa norte-americana PhotoMedex, o XTRAC vem assumindo uma importância crescente no tratamento da psoríase.

Eis um pequeno excerto do artigo supracitado, que não poderá perder:

[...] Uma solução que tem sido bastante utilizada atualmente é o laser Excimer, também conhecido como XTrac,. Indicado principalmente para lesões menores e localizadas, o laser é rápido, indolor, não apresenta queimaduras e os resultados têm se mostrado bastante satisfatórios.

“A técnica consiste na aplicação do laser nas células inflamatórias, chamadas de linfócitos T, presentes na pele alterada, que resultam no aparecimento das lesões”, esclarece a dermatologista Patrícia Ávila Fabrini. “No caso da psoríase, por exemplo, pode haver remissão de até dois anos e, em pacientes com vitiligo, as lesões podem pigmentar definitivamente. Mas o principal é o fato de as lesões não voltarem a aparecer”, completa a dermatologista. O número de sessões necessárias para que se tenha um resultado satisfatório varia de acordo com o paciente.

O XTrac é o mesmo laser utilizado em cirurgias de correção da miopia e não apresenta efeitos colaterais ou contra-indicações ao tratamento. Até então, no Brasil, os tratamentos existentes se resumiam a combinações de medicamentos diversos, conjugados com exposição a raios ultravioleta, ou à aplicação tópica de corticóides, variando de acordo com a proporção das lesões. [...]