Psoríase

Um blogue. Um olhar diferente.

A psoríase é fiel – Vídeo

Eis o registo em filme da apresentação que fiz no Ignite Algarve intitulada «A psoríase é fiel». Nesta abordagem optimista sobre o mundo de um doente com psoríase, pretendi falar dos aspectos positivos que a psoríase trouxe à minha vida pessoal e profissional. Como disse no artigo anterior, quem me conhece ou quem visita regularmente este blogue sabe que considero imprescindível termos este tipo de atitude para que possamos melhorar.

Para quem não sabe, os eventos Ignite nasceram nos Estados Unidos mas já têm lugar um pouco por todo o mundo.

Espero que gostem!

A psoríase é fiel

Sei que «A psoríase é fiel» poderá ser um título chocante. Sei disso. Todavia, apenas pretendi falar dos aspectos positivos que a psoríase trouxe à minha vida pessoal e profissional. Porque quem me conhece ou quem visita regularmente este estaminé sabe que considero imprescindível termos este tipo de atitude para que possamos melhorar.

Falo-vos de uma apresentação que fiz no Ignite Algarve. Este evento nasceu nos Estados Unidos mas já tem lugar um pouco por todo o mundo.

O vídeo estará disponível em breve!

A origem da psoríase?

Gostaria que lessem o artigo «‘Cure suas Mágoas e Seja Feliz!’ mostra que o entendimento do ódio é chave para a libertação» publicado no Jornal Dia Dia. Que vos parece?

Eis um pouco do texto:

Doenças como câncer, psoríase, depressão, obesidade, além de problemas financeiros e de relacionamentos estão ligados com ressentimentos e mágoas, que são carregadas sob uma pesada “maquiagem” chamada ódio, que nada mais é que o amor ferido.

Em “Cure suas Mágoas e Seja Feliz”, lançamento de setembro da Editora Barany, o autor Fernando Vieira Filho, enumera histórias de cura e aceitação, realizadas quando as pessoas compreenderam a forte relação entre o ódio o amor e, a partir daí, decidiram perdoar e resgatar sua saúde, equilíbrio e bem estar. O livro, uma ficção ambientada na Áustria, conta a história de um psicólogo chamado Kai Schopen, que cheio de conflitos interiores vai à busca de respostas para suas próprias dores e, nesse caminho, um encontro altamente transformador com o famoso médico alemão Eck Barth e suas poderosas lições. [...]

Psoríase vs Praia?

O Correio da Manhã publicou, no passado dia 19, um artigo muito interessante intitulado «Praia rejuvenesce a pele». Neste trabalho, poderão ler os depoimentos muito interessantes de Vítor Baião, presidente da PSO Portugal – Associação Portuguesa de Psoríase, ou Paulo Ferreira, Dermatologista na Cuf Descobertas. Não percam. Eis um excerto:

[...] Para que não haja dúvidas, “a psoríase é uma doença inflamatória crónica, não contagiosa, auto-imune e sistémica, uma vez que afecta o organismo como um todo”, explica Paulo Ferreira, coordenador da Unidade de Psoríase do Hospital Cuf Descobertas, em Lisboa.

Tendo em conta que esta patologia se caracteriza pela aceleração da maturação ou renovação das células da epiderme, levando ao aparecimento de uma camada espessa na superfície da pele, “o sol, em doses e duração adequadas, é benéfico porque ajuda na modelação das células” e na regressão e cicatrização das lesões, acrescenta o dermatologista. Assim, não há qualquer contra-indicação à exposição solar dos 125 milhões de pessoas com psoríase no Mundo, desde que sejam cumpridas algumas regras, tais como a aplicação de um bom protector solar, o resguardo nas horas de maior calor e a hidratação da pele. Recomendações que, na verdade, deveriam ser seguidas por todos, com ou sem psoríase. [...]

O poder da vitamina D

Quem padece de psoríase sabe que o Sol ajuda bastante no tratamento desta doença de pele. Apanhar sol moderadamente é muito aconselhável e benéfico.
E o astro-rei ajuda no tratamento deste problema de pele de forma directa e “indirecta”, estimulando o desenvolvimento da vitamina D. Esta vitamina, como é do conhecimento de todos, é essencial para o desenvolvimento normal dos ossos e dentes. Actua no organismo estimulando a absorção de cálcio, após a exposição à luz solar.

O sítio ISTOÉ Indendente, no artigo intitulado «A poderosa vitamina D» – que é de consulta obrigatória nesta matéria – refere:

[...] Até as complexas doenças autoimunes se revelam sensíveis à vitamina. Essas enfermidades são desencadeadas por uma disfunção do sistema de defesa que faz com que ele comece a atacar o próprio organismo. Se ataca proteínas localizadas nas articulações, deflagra a artrite reumatoide. Se forem células da pele, há vitiligo ou psoríase. Nesse campo, a substância também tem sido vista como uma esperança, inclusive para pacientes de esclerose múltipla, enfermidade autoimune que acomete células nervosas e leva à perda gradual dos movimentos. Já se sabe que o seu avanço é mais rápido em quem convive com níveis baixos da substância, conforme documentou um estudo da Universidade de Maas­tricht, na Holanda, a partir do acompanhamento de 267 pessoas com a doença. [...]